"Game of Thrones: The Game" - The Lixo

Enviado por: sergio sampa
08/04/2013 13:56:28 0 / 0

Ruim, desastroso, chato e repetitivo. Isso resume o jogo da Cyanide para PC, Xbox 360 e PlayStation 3.

O rico universo da série Game of Thrones não foi explorado pela produtora do game, transformando em tedioso o que poderia ter sido fantástico.

O início até empolga, pois os cenários da série são muito bem reproduzidos no jogo. A história foi feita pelo próprio George R. R. Martin, criador de toda a saga "As Crônicas de Gelo e Fogo" e o desenrolar da trama é interessante.

No entanto, uma série de problemas estragam completamente a experiência. O jogo é um RPG de ação e você joga com um novo membro da Night's Watch (chore, pois não é Jon Snow). O foco está em executar missões e side quests, derrotando inimigos, buscando itens e conversando com outros personagens.

Infelizmente, as batalhas são bem chatas e cansativas. Você não luta de verdade, você apenas dá comandos para o personagem e fica vendo os inimigos tomarem dano ou te acertarem. A movimentação é robótica e parece até mesmo que não fizeram capturas de movimento para animar os personagens.

Os gráficos são medianos, nada que impressione. O jogo deveria rodar facilmente em qualquer PC mais fraco, no entanto, talvez devido à uma má programação, ele roda pesado, o que não condiz com a qualidade do seus gráficos.

Você pode evoluir seu personagem da forma que quiser, escolhendo uma classe ou armas que ele irá usar. Você precisará de muitas batalhas para torná-lo realmente útil em algo.

Quando você não está nas batalhas, fica livre para conversar com os outros personagens para buscar novas missões. Os personagens dos livros aparecem no jogo com sua aparência vista na série. Não posso dar certeza se eles são dublados pelos mesmos atores, mas as vozes são parecidas e, na maioria das vezes, boas. Só não posso dizer a mesma coisa da sincronia labial, que é péssima.

A música de abertura da série toca no game, e com certeza é a melhor faixa, pois as outras não fedem e nem cheiram, são bem simples demais. Tem vezes que você nem percebe que elas estão tocando.

Durante os diálogos, você pode escolher as respostas, como em Mass Effect, e isso afeta o andamento do game. O problema é que você não faz ideia do que você está mundando no jogo.

Uma curiosidade é que o próprio George R. R. Martin aparece no jogo, como Master Martin em Castlewood.

A impressão que eu tenho é que "Game of Thrones: The Game" foi feito às pressas e não teve o tempo de polimento necessário para torná-lo mais agradável de jogar.

Um jogo anterior já tinha sido lançado, era estilo RTS e nada divertido. É uma pena que o novo jogo não tenha mudado esse quadro de jogos ruins baseados em Game of Thrones.

NOTA: 4.0

BETA
Comente pelo facebook
Clique aqui para comentar pelo sistema do gameLib
Top Games
Estamos no Facebook