A pirataria diminuiu no Brasil; saiba por quê

Enviado por: Redação gameLib
06/07/2016 13:27:13 0 / 0

De acordo com a empresa de consultoria IDC, os brasileiros conseguiram diminuir o volume de downloads ilegais de 50% para 47% e hoje é o país da América Latina e do BRICS com o menor índice de softwares piratas. Além disso, pela primeira vez na história, a pirataria diminuiu de forma consistente ao redor do globo, caindo de 43% para 39% também segundo a consultoria.

No que diz respeito a games, um fato interessante ocorreu há alguns meses com o lançamento do jogo Punch Club. De acordo com o site Tiny Build, o Brasil, entre dez países, foi o maior comprador e o maior pirateador desse game, após sua versão em português ser lançada.

Hoje, um dos principais inimigos da pirataria é o modelo de nuvem, que permite plataformas praticarem preços menores e está mudando a forma de consumo por parte de usuários de softwares. No mundo dos games, temos, atualmente, as funcionalidades on-line capazes de reconhecer a utilização de games piratas, disponíveis a partir da sétima geração de consoles, como o Xbox 360, o Nintendo Wii e o PS3, e plataformas que facilitam a aquisição dos jogos, como a Nuuvem. Recentemente, no lançamento do jogo Just Cause 3, foi utilizado uma nova proteção de conteúdo chamada DENUVO. O grupo hacker responsável pela “quebra” do jogo afirmou que, caso esse tipo de tecnologia vire tendência, a pirataria de games acabaria em 2 anos, tamanha a dificuldade imposta pelo novo sistema de proteção.

A Nuuvem nasceu no momento auge da pirataria (2011/2012), com o objetivo de agregar valor, tanto para o PC gamer que compra os jogos originais, quanto para os que consomem as versões piratas. Há quatro anos, não existia uma alternativa nacional que vendesse games originais por um preço justo e oferecendo suporte de qualidade.

VEJA TAMBÉM:

>>> Pirataria no PC chega a 95%, aponta Ubisoft

BETA
Comente pelo facebook
Clique aqui para comentar pelo sistema do gameLib
Leia também
Top Games
Estamos no Facebook