Switch: 3 motivos pra comprar, 3 pra não comprar

Enviado por: Redação gameLib
07/03/2017 16:08:23 0 / 0

Toda vez que sai um novo videogame é burburinho pra cá, burburinho pra lá. Com o Nintendo Switch, não poderia ser diferente, ainda mais que ele é um misto de console de mesa com portátil. Para você que está acompanhando as notícias sobre o novo produto mundo afora, reunimos aqui os principais sentimentos positivos e negativos em torno dele para embasar sua decisão aqui no Brasil, seja ela qual for!


3 motivos pra comprar

O novo Zelda

Já considerado pela mídia especializada um dos melhores jogos do mundo até hoje, Zelda: Breath of the Wild talvez seja o grande responsável por fazer do Switch um objeto de desejo. Em grande parte graças ao game, o novo console da Nintendo já bateu alguns recordes pelo globo, como por exemplo o de maior lançamento no Japão, o de mais rapidamente vendido nos Estados Unidos e o maior lançamento na Europa. O vento está soprando a favor da BigN: desde o Wii não se via uma festa tão grande em torno de um produto da marca.

Multiplayer instantâneo

Com o Switch, é só reunir quem estiver ao lado para iniciar uma partida em grupo. Os Joy-Con (controles) que se acoplam à tela portátil podem ser destacados e usados por diferentes pessoas dentro de um mesmo jogo. Sabe aquela disputa de tabuleiro na mesa de jantar? Essa mesma sensação agora será possível com um console de mesa que também é um portátil!

Resistência a quedas

A Nintendo pensou nos mais desastrados e também nas crianças na hora de conceber o Switch. O produto tem design reforçado e, mais interessante, seus cartuchos são à prova de “boca nervosa” – sabe aqueles pentelhos que vivem tentando lamber ou mastigar tudo? Por segurança, a BigN decidiu forrar suas fitas com uma substância especial, de sabor insuportável.


3 motivos pra não comprar

Muito caro

Lá fora, o Switch já é considerado caro com um preço sugerido de 299 dólares. Aqui no Brasil, sem distribuição oficial da Nintendo, o produto pode permanecer por um bom tempo na faixa do que um PS4 custou um dia: mais ou menos 4 mil reais (cerca de 3,5 mil falando de forma mais precisa).

Omissão das third-parties

A Nintendo parece continuar não muito habilidosa com produtoras fora de seu círculo. Apesar de várias empresas de peso – como EA e Ubisoft – terem anunciado apoio e interesse pelo Switch, muito pouco se falou sobre títulos de fato: o que, quando, como?

Ausência de suporte

Se precisar de um pós-venda no Brasil, já era. A Nintendo saiu daqui em 2015, abandonando o país dos foliões à própria sorte. Com alguns indícios de que os Joy-Con já andaram apresentando problemas pelo mundo – aparentemente por uma falha de hardware –, seria uma espécie de roleta-russa sair por aí comprando a novidade sem ter a quem recorrer em caso de necessidade...

VEJA TAMBÉM:

>>> Teste: o Nintendo Switch é inquebrável?

>>> O Switch vai fazer mais sucesso que o Wii U?

BETA
Comente pelo facebook
Clique aqui para comentar pelo sistema do gameLib
Leia também
23/03/2017 16:26:55 0 / 0
28/03/2017 14:37:32 0 / 0
27/03/2017 15:15:24 0 / 0
Top Games
Estamos no Facebook