PlayStation Move: uma cópia do WiiMote?

Enviado por: Troqui
11/12/2010 16:13:21 2 / 0

O periférico da Sony já se estabeleceu no mercado ao lado do Kinect e do WiiMote há algum tempo, mas será que ele realmente é tão relevante quanto seus concorrentes para a indústria dos videogames?

É isso o que nós vamos descobrir agora.

Pra matar a questão
Cópia ou não, a verdade é que a Sony fez um belo trabalho com a tecnologia do Move. Sendo mais anatômico e preciso do que o WiiMote, o Move consegue pegar um conceito existente e até, de certa forma, velho, e redesenhá-lo de forma que agrade a todos os tipos de gamers, sejam eles hardcores ou casuais.

Trocando em miúdos, não, o Move não é simplesmente uma cópia do Wii. Sua variedade abrange todos os perfis de público, coisa que o WiiMote falha incessantemente.

Menos botões
Enquanto o controle do Wii exagera nas combinações inúteis, o Move apresenta um conceito mais Clean, apostando mais na funcionalidade em si do que na extravagância de certos jogos. Aqui, menos é mais.

Sem fios e dura mais
Parece até anúncio de palha de aço, mas não é. Armado com uma bateria semelhante ao Sixasis e ao Dual Shock 3, o Move não necessita de cabos para se comunicar com o console, ao contrário do WiiMote que, além de restringir a ação dos jogadores, também gasta uma bateria danada.

Precisão
O PlayStation Move tem mais precisão porque consegue reconhecer a profundidade do ambiente, coisa que o WiiMote nem sonha em fazer se não tiver o MotionPlus aclopado. Tal funcionalidade se deve, principalmente, ao Eyetoy e à bolinha colorida dos aparelhos. Isso possibilita ao jogador se mexer mais livremente e até a tirar o controle do alcance da câmera sem se perder na tela.

Design
Definitivamente não dá nem para comparar. O Design do Move, apesar de funcional, é extremamente feio e até hoje contribui para piadinhas infames. Tudo bem que o jogador nem vai dar muita bola para esse item na hora de jogar, mas, imagine aquele seu parente que não entende nada de tecnologia entrando no seu quarto e vendo aquele vib... controle piscando. Queimação de filme total.



Vendas
Se existe um quesito que a Sony não manda muito bem é neste. Influenciado pelas vendas do próprio console, o PlayStation Move é o menos vendido dos controles de movimento presentes no mercado, mesmo passando a marca de 4 milhões de unidades vendidas. Isso se deve também ao fato de que a Sony não revolucionou nada, apenas melhorou o que já existia, ao contrário do Kinect, por exemplo, que está sendo usado para 1.001 utilidades. (Palha de aço de novo?)

Jogos
Na opinião deste humilde redator, o Move tem a melhor lista de jogos até agora. Só no seu lançamento, além dos títulos desenvolvidos especialmente para ele, a Sony conseguiu adaptar grandes sucessos, como "Heavy Rain" e "Resident Evil 5" para fazer parte deste catálogo. Vamos combinar que o Wii e o Kinect não têm nenhum título tão forte quanto esses dois.

Conclusão
Bem, se a pergunta título desta matéria foi respondida, outra que automaticamente aparece fica sem solução. Por que o Move não rendeu o esperado? Não dá para saber. Pode ser uma simples questão mercadológica, ou um capricho do destino.

Embora a Sony acompanhe as outras gigantes, seu rendimento não anima. O PlayStation 3 é o menos vendido dos três consoles e a Sony só passou a ter lucro com o videogame há alguns meses, e com o Move não é diferente.

A sensação que fica é que o periférico da Sony só foi lançado para acompanhar a tendência de mercado, e não revolucionar a coisa toda, exatamente o que os seus concorrentes fizeram.

É bem verdade que a história do novo brinquedinho só está no começo. Quem sabe a Sony não vira a mesa e os resultados?

BETA
Comente pelo facebook
Último está em cima - alterar?
O que já falaram
0 / 0
MrGame em 13/12/2010 12:33
Mas o Wii é horrível!
0 / 0
Kleeber' em 11/12/2010 16:43
Também to achando...
0 / 0
weslley em 11/12/2010 16:22
eu não sei acho que foi uma copia sim do Wii Mote
1
Faça login ou cadastre-se
Envie seu comentário
Top Games
Estamos no Facebook
Quem já curtiu isso