Resident Evil 1.5 - O capítulo da franquia que a Capcom jogou fora!

Por: sergio sampa
Resident Evil: Operation Raccoon City | 08/03/2012 16:33:40 3 / 0

Provavelmente você não conhece Elza Walker, mas sabe exatamente quem é Claire Redfield. Pois em alma, elas são quase a mesma pessoa. Claire não existiria se a Capcom não tivesse cancelado o protótipo quase terminado de Resident Evil 2 e recomeçado quase do zero.

Você conhece a versão cancelada? Pois nós preparamos um dossiê sobre ela. Veja agora!

(Dois protótipos de Leon e Elza.)

Era para ser, mas não foi

Mas, qual o motivo do cancelamento? O protótipo não chegou na qualidade que a Capcom queria e, no fim da contas, valeu a pena recomeçar!

O primeiro Resident Evil, lançado em 1996, foi um dos maiores sucessos da Capcom no início da geração 32-bit, o que acabou merecendo uma continuação e, em 1997, Resident Evil 2 passou a ser produzido.

Faltando um mês para ser lançado, o protótipo foi abandonado pela Capcom, por não estar no nível que os produtores queriam e por lembrar muito o primeiro jogo.

O interessante é que, antes do cancelamento, muitas fotos se espalharam pelas revistas especializadas e sites na internet. E quando o jogo foi finalmente lançado, em 1998, todo o mundo notou as enormes diferenças. A partir daí, o protótipo passou a ser chamado de "Resident Evil 1.5", e nada além das imagens comprovou sua existência.

Novas descobertas

Recentemente (mas não muito, na verdade, em 2008), os sites Unseen 64 e PlayStation Museum publicaram vídeos de RE1.5 e o jogo voltou a ser assunto entre os fãs da série.

As diferenças entre essa versão e a final ficaram muito mais expostas. Os personagens eram diferentes, alguns tinham até mesmo nomes diferentes. O roteiro foi reescrito, inimigos e locais em nada lembram um ao outro. Mas como conseguiram esses vídeos? Algumas cópias do protótipo vazaram da Capcom e hoje em dia estão à venda em sites de venda como eBay.

Os protagonistas são Leon S. Kennedy, um policial novato, e Elza Walker, uma jovem fissurada por motos. Leon, diferente na versão final, em que ele chega na cidade Raccoon City com sua viatura, aparecia no topo do prédio da Delegacia de Polícia. Como ele chegou lá e não viu a cidade zumbificada antes? Qualquer um que visse o que estava acontecendo não escalaria um prédio, ou será que ele chegou ali de avião?

(Versões quase finalizadas de Leon e Claire (Elza?).)

Elza Walker, obviamente por causa do sobrenome, não era irmã de Chris Redfield. E também não tinha uma motivação muito relevante para estar no game. Ela se mudou para Raccoon City para procurar na Universidade da cidade pessoas interessadas em criar um grupo de adoradores de moto, assim como ela. Realmente a década de 90 era triste, pois hoje em dia, com Orkut e Facebook, é muito mais fácil achar um grupo de pessoas interessadas nas mesmas coisas que você...

Para fugir dos zumbis, ao invés de ir embora da cidade em sua motocicleta, Elza resolve se esconder na Delegacia de Polícia. What the f... Ah, deixa pra lá.

Leon possuia um personagem que iria auxiliá-lo durante jogo, o policial Marvin Branagh. Na versão final ele seria aquele policial ferido, que acaba virando zumbi mais tarde, e quem ajuda Leon acaba sendo Ada Wong. Na versão 1.5, Marvin substituiria Ada. Mas, convenhamos, Ada é muito mais legal que Marvin.

Elza teria a ajuda de John Kendo, o dono da loja de armas que morre logo no começo de RE2. Ele toma conta de Sherry, a menina que Elza (e também Claire) encontra no meio do jogo. Diferente de RE2, Sherry aparece menos no 1.5, pois fica com John.

(Sherry Birkin.)

Ada Wong não existe em RE1.5 e em seu lugar está a cientista Liza, com roupas da Umbrella, mostrando que é algum tipo de cientista, trabalhando no laboratório secreto, dentro da Delegacia.

Annette Birkin também aparece no RE1.5, porém ela não é mãe de Sherry (e por que raios ela tem o mesmo sobrenome, ninguém sabe!). Fica aí a dúvida se Annette teria mesmo esse nome na versão 1.5.

Brian Irons, chefe da polícia, é um homem inocente em RE1.5. Ele está seriamente machucado em sua sala e não tem um papel muito relevante na trama. Já na versão final, ele é responsável por deixar a Umbrella utilizar o laboratório da polícia para experiências criminosas, além de limpar a barra da empresa quando ela está metida em algum escândalo.

Roy é um amigo de Leon que não aparece no jogo final. Em RE1.5 ele é um dos sobreviventes do desastre e possui as roupas do protótipo preliminar de Leon.

Os inimigos

Os inimigos eram bem variados e alguns deles nem apareceram na versão final. Uns fizeram falta, e outros eram tão esquisitos que temos que agradecer à Capcom por isso. Um bom exemplo são os zumbis-gorila que eram bem grandes, fortes e podiam se agarrar em barras no teto do cenário. Provavelmente foram trocados pelos famosos lickers. 

(Monstros exclusivos de RE1.5: o homem-aranha, William Birkin protótipo e o multicabeças.)

Os zumbis tinham formas variadas: mulheres, gordos, mais rápidos e de altura variada. Infelizmente eles não continuaram na versão final. Somente em Resident Evil 3 essas variações começaram a aparecer.

Armas

As armas são a Handgun, a Calico (estilo a Colt SA da versão final), o Assault Rifle, o Flamethrower, a Rocket Launcher e as inéditas granadas! Isso mesmo, granadas que só foram aparecer em Resident Evil 4 estavam planejadas no segundo jogo. O que dá para concluir com isso é que o "armamento pesado" existente nos jogos mais novos da série já poderia ter sido incluído muito tempo antes.

Roteiro diferente

Em RE1.5 a história era um pouco diferente do que foi visto na versão final, mas os acontecimentos também se passavam após o primeiro jogo. Chris e Jill, após escaparem do laboratório secreto da Umbrella nas Montanhas Arhklay, são hospitalizados e revelam os terríveis acontecimentos pelos quais eles passaram. A Umbrella, então, é posta contra a parede, devido ao grande número de fatos que a incriminavam, sendo obrigada a cessar suas atividades.

(Elza e sua motocicleta marota.)

Com o tempo, uma aparente doença de pele começou a afetar os habitantes de Raccoon City, que rapidamente se espalhou na cidade. De alguma forma, o T-Virus continuou se espalhando e, em pouco tempo, Raccoon City se tornou uma cidade de mortos e vivos. O único lugar onde ainda havia sobreviventes era a delegacia que ficava no centro da cidade, que estava totalmente lacrada para impedir a entrada dos zumbis. Elza consegue uma maneira de entrar na delegacia, procurando abrigo, e lá dentro está Leon, tentando descobrir uma solução para escapar da cidade.

Há rumores que a Capcom, antes de criar Leon, iria dar o papel principal de RE2 para Barry Burton, um sobrevivente do primeiro game. Mas a ideia não foi para a frente e ele nunca mais foi visto na série.

Em matéria de gráficos, RE1.5 estava entre os gráficos de RE1 e RE2. Pelas imagens e vídeos é possível ver que faltou melhor acabamento nos cenários, tudo era muito azulado, e os modelos usados para compor os fundos, pré-renderizados. Os personagens têm boas texturas e boas cores. Assim como em RE2, eles não têm ligação nas juntas e não aparentam ter mais polígonos que o primeiro jogo.

Analisando ainda mais os vídeos, existem vários fatores da jogabilidade que foram modificados. Os cachorros podiam derrubar os personagens, e os zumbis continuavam caminhando mesmo após terem o tronco arrancado. E esse é um fator muito mais complexo no RE1.5, o desmembramento dos zumbis. Dá para perceber como era muito mais sanguinário e realista vê-los explodirem.

Um fato muito interessante é que os danos são visíveis nos personagens. Como você pode ver na imagem abaixo, quanto mais mordidas e ataques eles levavam, mas ensanguentados ficavam.

(Leon com 100% de vida, em Caution e em Danger.)

Um dia será lançado?

A Capcom já disse várias vezes que não pretende lançar o jogo. Na versão japonesa de Biohazard Director's Cut, algumas imagens do game foram publicadas, mas, para por aí, nada de demo jogável.

No final de 2011, a Capcom disse que iria revelar algo quando a página do Resident Evil no Facebook atingisse 1,5 milhão de "curtidas". Por causa do número "1.5", muitos pensaram que talvez fossem anunciar finalmente essa versão descartada de Resident Evil. Atualmente, eles já têm quase 3 milhões e nada de RE1.5.

Existe por aí a ISO da versão incompleta para download, que obviamente não iremos postar aqui, é ilegal. O jeito é continuar rezando ao São Nemesis para um dia jogarmos esse Resident Evil inédito. 

(Zumbis exclusivos.)

Para nossa sorte, poderemos reviver essa era Raccoon City da série no novo Resident Evil Operation Raccoon City, que será lançado dia 20 de março.

O blog especializado em Resident Evil, o REVIL, está com um site promocional do jogo. Até o dia do lançamento, eles irão postar várias novidades. Você pode ver clicando aqui.

BETA
Comente pelo facebook
Último está em cima - alterar?
O que já falaram
0 / 0
david-nes em 11/03/2012 22:12
kk quem diria mais axo qe talvez o jogo seria bom pela história
0 / 0
czmauricio20 em 09/03/2012 23:35
aquele multicabeças parece muito com lisa trevor do RE remake e umbrella chronicles
0 / 0
Shumi em 09/03/2012 18:33
Post muito interesaante!!
http://www.gamelib.com.br/u/shumi/blog/emicida-faz-parte-da-trilha-sonora-de-max-payne-3
0 / 0
Renato12 em 09/03/2012 15:03
Renato12 disse:
Ah meu Deus, Redação, o REORC será lançado dia 20 de março

Mais uma vez eu digo: o game será lançado no dia 20 de março.13 de março lança o Naruto Shippuden Ultimate Ninja Storm Generations.Aff´s...
0 / 0
Renato12 em 09/03/2012 15:01
Gostei da matéria.
0 / 0
Renato12 em 09/03/2012 15:01
Ah meu Deus, Redação, o REORC será lançado dia 20 de março

0 / 0
krustyjr em 08/03/2012 18:14
Olha que legal!!!
Quando comprei meu PS2 na caixa vieram imagens desse jogo cancelado.
E eram bem legais
0 / 0
Sora em 08/03/2012 17:44
muito bom!
1
Faça login ou cadastre-se
Envie seu comentário
Leia também
Por: Vaaynenous
Resident Evil: Operation Raccoon City | Xbox 360 | 30/07/2012 11:53:14 0 / 0
Resident Evil: Operation Raccoon City | PC | Playstation 3 | Xbox 360 | 26/03/2012 13:39:42 2 / 0
Ficha técnica
Gênero:
Ação
Lançamento:
20/03/2012
Desenvolvedor:
Slant Six Games
Distribuidor:
Capcom
Plataforma(s):
PS3360PC
Resident Evil : Operation Raccoon City te leva novamente onde tudo começou.
n/d
n/d
Estamos no Facebook