[Review] Sunset Overdrive

Sunset Overdrive | 05/11/2014 16:47:14 0 / 0


Resumão

Irreverência em altas doses e visual arrebatador em um título de Xbox One que pode ser considerado um dos melhores da Insomniac: cheio de armas sem noção, Sunset Overdrive é ambientado em 2027, numa cidade futurista tomada por monstros criados em laboratório. O jogador assume o controle de um sobrevivente que busca por outras pessoas na mesma condição e, para isso, deve se arriscar pulando de casa em casa sempre com o dedo no gatilho, pois seres mutantes e bandidos podem atacar a qualquer momento.


O que é bom no jogo

- Inspiração punk e grunge;

- Munição praticamente à vontade para detonar dezenas de criaturas que aparecem de uma só vez na tela;

- O clima pós-apocalíptico é todo colorido, criando uma nova identidade para jogos que abordam o fim do mundo;

- Personagens customizáveis: os itens de personalização são variados e praticamente é possível mudar a configuração do modelo virtual a qualquer momento;

- As equipes de sobreviventes espalhadas pelo caminho dão um tempero à trama, já que encontrar gente perdida no meio de um apocalipse é reconfortante;

- A variedade de inimigos é tanta que o jogador vai ter a chance de escolher qual detonar primeiro; o maior problema está nos bichos mais fortes, como os Respawns, que exigem um poder de fogo só alcançado por meio de combinações entre armas;

- Os bandidos fortemente armados dão uma nova dimensão ao instinto de sobrevivência em ambiente pós-apocalíptico, já que muitas vezes o próprio homem se torna mais perigoso do que os monstros;

- Os itens colecionáveis são de dar risada;

- Os diálogos são bem montados e, no caso da versão brasileira, a dublagem ficou bem profissional;

- Há um sistema de teletransporte bastante bizarro, que bota seus usuários em situações bem constrangedoras;

- Ao invés de caminhar ou correr, dá para atravessar distritos inteiros como um macaco, só que usando a fiação elétrica ao invés de cipós;

- Sensação de estar sendo caçado o tempo todo: o jogador fica vulnerável no ar e na terra;

- O arsenal é tão maluco que até bolas de boliche se tornam armas;

- É possível organizar os sobreviventes em zonas de proteção;

- A modalidade multiplayer suporta até oito jogadores;

- Os chefões gigantescos são um show à parte.


O que é ruim no jogo

- A única coisa que pode ser considerada cansativa no jogo é o jeito repetitivo das missões, que algumas vezes dão aquela sensação de "eu já passei por aqui antes".


Vídeo oficial


Versões testadas


Nota oficial: 9,2

BETA
Comente pelo facebook
Clique aqui para comentar pelo sistema do gameLib
Ficha técnica
Gênero:
Ação
Lançamento:
Não disponível
Desenvolvedor:
Microsoft Studios
Distribuidor:
Insomniac Games
Plataforma(s):
Xbox OnePC
Em uma cidade futurista, os sobreviventes de um apocalipse precisam lutar contra monstros criados em laboratório.
n/d
n/d
Estamos no Facebook