[Review] D4: Dark Dreams Don't Die

D4 Dark Dreams Don't Die | 30/10/2014 19:12:08 0 / 0


Resumão

Um jogo de aventura que começa com quatro letras "D" e que pode ser abreviado como D4: assim é Dark Dreams Don't Die, um exclusivo para Xbox One que é protagonizado por um detetive cujo nome também começa com "D", David Young. O enredo e a mecânica são meio bizarros e o estilo é point-and-click. Na trama, basicamente, o detetive procura pelo assassino de sua esposa e conta com poderes sobrenaturais para concluir suas investigações. Para quem gosta de interagir com histórias, vale experimentar.


O que é bom no jogo

- Suporte ao sensor de movimentos Kinect: ao contrário de outros títulos ao estilo "apontar e clicar", o game dá ao jogador a chance de se mexer no sofá ou na cadeira para controlar o protagonista e interagir com outras personagens;

- Personagens bizarras: tem gente com compulsão alimentar, gente que se veste como bicho e gente apaixonada por bonecos... Isso citando apenas alguns exemplos;

- Várias horas de diálogo para se aprofundar;

- Cenas de batalha intercaladas com a história para quebrar a sensação de narrativa maçante;

- Pistas para a investigação muito bem posicionadas e distribuídas ao longo de intervalos adequados;

- Perguntas divertidas com jeito de "o que é, o que é";

- Visual original, com traços marcantes;

- Há uma versão brasileira com legendas em português.


O que é ruim no jogo

- Alguns diálogos ficam meio fora de contexto;

- As respostas, no geral, são fáceis de se obter, o que diminui um pouco do carisma tradicional de uma aventura point-and-click;

- Algumas ações estragam o clima da história.


Vídeo oficial


Versões testadas


Nota final: 6,9

BETA
Comente pelo facebook
Clique aqui para comentar pelo sistema do gameLib
Ficha técnica
Gênero:
Adventure
Lançamento:
Não disponível
Desenvolvedor:
Access Games
Distribuidor:
Microsoft Studios
Plataforma(s):
Xbox OnePC
Personagens bizarras vão ajudar um detetive na busca pelo assassino de sua esposa.
n/d
n/d
Estamos no Facebook